Prêmio PVE destaca municípios que mais se desenvolveram na gestão pública e escolar em 2017

Quase metade das cidades atendidas pelo programa que as empresas da Votorantim têm atuação superaram a meta estimada.

O PVE - Parceria Votorantim pela Educação - premiou quatro municípios no Prêmio PVE em 21 de fevereiro, durante a “Oficina de Pactuação do Parceria Votorantim pela Educação 2018”. A premiação reconhece os municípios que se destacaram nas frentes de atuação do programa durante todo o ano de 2017. Nas categorias Gestão Educacional, Gestão Escolar e Mobilização Social, quatro representantes ganharam uma viagem formativa e cultural em território nacional, já na categoria Nacional dois representantes foram premiados com uma viagem internacional.

Foram premiados os municípios que conseguiram integrar as três frentes propostas. Se destacaram na categoria Nacional: São Gonçalo do Abaeté (MG) na categoria Gestão Educacional: Maragogipe (BA), na Gestão Escolar: Esmeralda (RS), Mobilização Social: São Félix (BA),

Os 53 municípios em que as empresas da Votorantim têm atuação com o programa PVE, tiveram a oportunidade de desenvolver novas habilidades e fortalecer competências durante todo o ano. Foram 23 cidades que superaram a meta (45,5%) e 13 atingiram a meta (25,5%). No geral, 48 municípios apresentaram avanços nos resultados médios das competências dos três eixos.

Impacto do PVE

Em 2017, foram 170 mil alunos impactados direta ou indiretamente pela Parceria Votorantim pela Educação, mais de 707 escolas participantes e oito empresas da Votorantim envolvidas.

O programa Parceria Votorantim pela Educação tem como objetivo contribuir para a melhoria da educação pública, com ações de mobilização social e de fortalecimento da gestão pública e escolar nas cidades em que alguma empresa da Votorantim tem operação.

Para orientar o trabalho desenvolvido é feita a avaliação inicial dos municípios em cada uma das competências trabalhadas no programa. Todo o processo e a prioridade das ações são definidas e realizadas com base em um tema orientador. A partir disso, cada cidade gera um produto concreto no final do ano. Essa estratégia de formação aumenta o engajamento dos participantes e concretiza os aprendizados por meio de produções em áreas de grande importância para a educação local.

Deixe seu Comentário

* Campos Obrigatórios