Por dentro dos temas do PVE 2017

O Parceria Votorantim pela Educação (PVE) trabalha junto com as secretarias municipais de educação para desenvolver competências, em prol de uma gestão educacional mais eficiente.

Para isso, são escolhidos temas a serem trabalhados durante todo o ano.

Veja o que está em pauta em 2017:

Educação Inclusiva – Diretamente relacionado com diversidade. Ao se falar de uma escola inclusiva, entende-se que ela educa todas as crianças em um mesmo contexto. As diferenças não são vistas como problema, mas como oportunidades de se entender outras realidades.

A cidade de Cantagalo (RJ) escolheu esse tema e pretende trabalhar com a ideia de quebrar a homogeneidade nas escolas, buscando fornecer educação a todos sem distinção, independentemente de da condição física, raça, gênero e orientação sexual.

Angélica Coseney, supervisora escolar e técnica de mobilização da secretaria de educação, conta que é preciso repensar a estrutura física e a dinâmica do dia a dia dentro dos ambientes educacionais. “Estamos fazendo estudos baseados em alguns textos e em ações já desenvolvidas em outros municípios para fomentar ações em nossa comunidade. Estamos passando por um momento em que recebemos muitas crianças com necessidades especiais e precisamos contribuir para que a sociedade melhore ao tratar do diferente”.

Gestão Democrática – Visa fomentar o compartilhamento das decisões tomadas nos ambientes educacionais com pais, alunos, professores, funcionários e outras pessoas da comunidade envolvidas diretamente com educação.

Djenane Granjeiro, diretora de projetos educacionais da secretaria de educação em Ibiúna (SP), explica que essa temática utiliza os Indicadores de Qualidade na Educação (INDIQUE). Esse método pretende aplicar os indicadores em escolas respondendo a perguntas, como por exemplo “A direção consegue informar toda a comunidade escolar sobre os principais acontecimentos da escola? ” Ou “Os pais e as mães comparecem e participam ativamente das reuniões sobre a vida escolar dos alunos? ”.

Com os resultados, é feito uma análise sobre o que deve ser feito para a melhoria do ensino. A eficácia das ações é comprovada com a outra aplicação desses índices, realizada a cada dois anos. O trabalho de elaboração de estratégias é feito de forma democrática e envolve diretamente pais, diretores, coordenadores e outros setores envolvidos com a escola, assim como o acompanhamento de todo o processo. “Como um primeiro momento, apresentamos o INDIQUE para esse grupo formado pelos participantes diretos do programa e relacionados. Depois, aplicaremos esses indicadores para analisar o que melhorar na educação. Só não podemos deixar que a próxima avaliação, em 2019, seja esquecida. A participação do Conselho é monitorar as ações para que as metas sejam atingidas”.

Espaços escolares como ambientes de aprendizagem – Não é somente em salas de aula que se pode aprender e ter acesso a conteúdos enriquecedores. Por isso, o PVE estimula a escolha de espaços para que seja feito um mutirão social em prol do incentivo à educação e cultura no município. 

Em Resende, o local escolhido foi o parque do Tobogã. Maura Gama, técnica de mobilização da secretaria de educação em Resende (RJ), conta que as ações no lugar escolhido são para a sociedade como um todo. “A gente quer levar mais ações para que a comunidade também participe e cresça junto com essa iniciativa. Vamos elaborar uma programação que engaje, com ações para que todos participem e compartilhem. Queremos levar conhecimento para a comunidade resendense”. O intuito desse projeto é proporcionar ambientes educacionais não somente em escolas. Dessa forma, ambientes externos, como a praça escolhida, podem servir de locais para saraus, bibliotecas itinerantes e exposições.

Com organização e comprometimento, conseguiremos contribuir para que cada escola seja contemplada com benefícios trazidos pela aplicação dos temas. A evolução desses ambientes educacionais reflete diretamente na melhoria dos índices como o de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), um dos indicadores escolhidos pela Votorantim para avaliar a melhoria do ensino nos municípios em que está presente com o PVE.

 

Deixe seu Comentário

* Campos Obrigatórios