O apoio às causas sociais, presente desde o começo

O fundador da Votorantim, Antonio Pereira Ignacio, fazia questão de acompanhar de perto o desempenho escolar da criançada para ver se estavam aprendendo e se desenvolvendo. Isso não se limitava apenas ao boletim de seus filhos, mas incluía também o dos filhos de funcionários da Votorantim. Isso porque ele oferecia bolsas de estudo em escolas da cidade de Sorocaba, que à época tinham uma qualidade melhor que as escolas do distrito de Votorantim, onde ficava a tecelagem da companhia. 

Imigrante português que chegou com seu pai ao Brasil quando tinha 10 anos de idade, sem instrução, Pereira Ignacio trabalhava em uma sapataria e estudava à noite. Essa experiência pessoal o inspirou a apoiar a educação dos filhos dos funcionários, para que essas crianças não precisassem passar pela mesma situação que viveu na infância.

Assim, a educação se tornou um dos pilares da atuação social da Votorantim. Já em 1958, nosso relatório anual fazia referência à importância de cuidar da educação de crianças e jovens, pois, no futuro, eles “formarão um Brasil forte, consciente e empreendedor”. O patrocínio estudantil aos filhos de funcionários seguiu como uma prática da companhia por décadas, sendo que em 1961, eram mais de 220 bolsas concedidas.

A criação do Instituto Votorantim, em 2002, veio para qualificar o nosso investimento social e estruturar os programas desenvolvidos ou patrocinados pelas empresas Votorantim, assim como buscar um maior impacto positivo para a sociedade e fortalecer nossa atuação como empresa cidadã. Dessa proposta do Instituto, foi estruturado em 2008 o programa Parceria Votorantim pela Educação (PVE). Desde então esse programa tem evoluído e demonstrou uma efetiva contribuição para a melhoria da gestão pública da educação nos municípios em que foi implantado. 

Por isso decidimos fazer da Educação uma das causas dos nossos 100 anos, impulsionando o PVE e levando-o a mais de 100 municípios. O intuito é deixar um legado para a sociedade, pois acreditamos que a educação é a base de um país melhor para todos, e de melhores cidadãos.

Nossa relação com a Educação começou olhando para os funcionários que não podiam propiciar um estudo de qualidade para seus filhos. Os efeitos disso foram transformadores. Um exemplo é uma família da cidade de Angatuba, no interior de São Paulo. O atual secretário municipal de Educação do Município, Jorge Paulo de Oliveira, conta que seu avô foi trabalhar na fábrica de tecidos da Votorantim, na região de Sorocaba, e sua mãe, então com 9 anos e sem estudos, pôde estudar graças a uma dessas bolsas cedidas pela companhia. Depois de formada professora, a mãe dele também convenceu o filho a cursar o magistério. Hoje, a Prefeitura de Angatuba tornou-se uma das parceiras do PVE da Votorantim e Jorge Paulo conta essa história.

Além do incentivo estudantil aos filhos dos funcionários, a Votorantim investiu também na construção de diversas escolas e creches nas comunidades próximas às nossas operações, como a Escola Maternal construída na vila operária em Votorantim, nos anos 1920 (foto abaixo).

Imagem5_1

O crescimento dos negócios da Votorantim ao longo dos anos levou à necessidade de preparar não só as crianças, mas também seus profissionais das operações. Assim, começamos a investir em escolas técnicas do Senai, por exemplo, nas cidades de Alumínio (SP), Niquelândia (GO), assim como o apoio a faculdades de engenharia, como a concessão de bolsas de estudo para pesquisa científica na Universidade de Ouro Preto (MG).

Apoio à saúde

Foi também com o fundador Antonio Pereira Ignacio que começou a ligação da família acionista e da Votorantim com a causa da saúde. A atenção à saúde tem origem com a construção do Hospital Santo Antônio, em 1949, na cidade de Votorantim, voltado para os funcionários das nossas fábricas na região e para a população local. A Votorantim ajudou também a construção da Santa Casa de Itapetininga e na Santa Casa de Sorocaba.

Um exemplo que une nosso compromisso com saúde e educação é o da Faculdade de Medicina de Sorocaba, para a qual a Votorantim doou terreno e auxiliou na construção. “Assim, a cidade de Sorocaba possuirá uma das mais perfeitas organizações hospitalares e de ensino médico do país”, resume o relatório anual de 1960. E hoje dezenas de iniciativas na área são apoiadas, como a AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente.

No apoio à cultura, o Instituto Votorantim definiu o foco do investimento social na democratização do acesso à cultura, o que se tornou uma marca institucional importante para nós. Por estar presente em mais de 450 municípios brasileiros, boa parte deles carentes de equipamentos culturais, a Votorantim decidiu que o uso de recursos incentivados seria voltado à democratização cultural.

Um dos projetos apoiados é o Instituto Baccarelli, que ensina música para jovens da comunidade de Heliópolis, em São Paulo. A história do Instituto e do trabalho realizado por ele inspirou a peça teatral “Acorda Brasil” (2006), escrita por Antonio Ermírio de Moraes e foi transformada no filme “Tudo o que Aprendemos Juntos” (2015), com o ator Lázaro Ramos no papel do professor de violino que vai trabalhar na comunidade e com os jovens do projeto no elenco.

Todos estes investimentos são geridos pelo Instituto, que, ao longo desses anos, vem contribuindo para a conexão entre os investimentos sociais e a estratégia dos negócios das empresas. Assim, ampliamos a geração de valor para as comunidades e para a Votorantim.

Hoje, a nossa agenda de prioridades inclui temas sociais, ambientais e de governança que se desdobram na estratégia de cada uma das empresas investidas. Um desses compromissos é o desenvolvimento das comunidades em que atuamos.

Projeto Itacastanha, em Itabaiana (SE), iniciativa do Programa ReDes

Em 2017, foram mais de 500 projetos implementados com este foco em mais de 150 municípios, no Brasil, Argentina, Colômbia e Peru, com um investimento total de R$ 120 milhões. Um destaque é o Programa ReDes que contribui para a redução da pobreza por meio da identificação de vocações das comunidades e o apoio ao desenvolvimento de negócios locais, como o projeto Itacastanha, em Sergipe (foto acima). Neste projeto, associações e cooperativas recebem financiamento e o apoio necessário para que seus negócios se tornassem sustentáveis. Atualmente são 44 projetos apoiados em 24 cidades de 10 Estados, que recebem investimentos da Votorantim e do BNDES, a fundo perdido.

O Instituto é parceiro das empresas Votorantim, fortalecendo o nosso DNA e aliando o conhecimento técnico no campo social a um entendimento profundo dos nossos desafios e planos estratégicos.

Deixe seu Comentário

* Campos Obrigatórios